ROBERTO CORREA, VIOLEIRO E PESQUISADOR

ROBERTO CORRÊA É VIOLEIRO, COMPOSITOR E PESQUISADOR

Roberto Corrêa é violeiro, compositor e pesquisador – Conheça esta história e veja porque ele se dedicou tanto à viola caipira. Nascido em Campina Verde, MG, Roberto Corrêa é descendente de uma família de violeiros.  Iniciou-se então, na música ainda criança, através do violão, instrumento que abandonou anos  mais tarde  para  dedicar -se exclusivamente à viola. Radicado atualmente, em Brasília desde 1975, graduou-se em Física e Música pela Universidade de Brasília. É doutor em Musicologia pela ECA/USP, com a tese “Viola caipira: das práticas populares a escritura da arte” (2014).

VIOLA CAIPIRA E VIOLA DE COCHO

Em sua carreira, Roberto Corrêa lançou assim, dezenove discos e apresentou a viola caipira e a viola de cocho nas diversas regiões brasileiras e em 29 países. Realizou assim, recitais em importantes salas de concerto internacionais como o Konzerthaus (Viena),  Beijing  Concert  Hall  (Pequim)  e  Haus  der  Kulturen  der Welt (Berlim).   Por várias vezes representou o Brasil, a convite do Itamaraty, em programas de difusão da cultura brasileira no exterior.

ROBERTO CORRÊA É VIOLEIRO, COMPOSITOR E PESQUISADOR

Como compositor, Roberto Corrêa tem contribuindo frequentemente,  para  formação  do  repertório da  viola, especialmente como solista.  Afinal, sua música, embora vinculada às tradições musicais interioranas, frequentemente é associada à contemporaneidade e à erudição.  Como intérprete, explora assim, as potencialidades do instrumento com virtuosismo técnico.  Corrêa desenvolveu técnicas próprias para a viola, sistematizou a técnica de violeiros tradicionais e publicou método referencial para ensino e estudo da viola caipira. Em 2015 lançou o DVD ‘A Arte de Pontear Viola‘ onde apresenta assim, técnicas para a prática da viola caipira.

ROBERTO CORREA, VIOLEIRO E PESQUISADOR

TRABALHOS ARTÍSTICOS

Entre seus trabalhos artísticos mais recentes destacam-se o CD Viola de Arame – composições brasileiras (2012), no qual interpreta composições para viola caipira solo; dessa forma, obteve ótimas críticas da imprensa especializada; o CD Mestres do Rasqueado, da Orquestra do Estado de Mato Grosso (2010), no qual atua como solista interpretando a viola caipira e a viola de cocho; o solo autoral Temperança (2009); e o CD Violas de Bronze (2009) com o rabequeiro pernambucano Siba.

Roberto Corrêa executando de sua autoria ‘Araponga Isprivitada

PROJETO VOA VIOLA

É criador e curador do Projeto Voa Viola – Festival Nacional de Viola, realizado  pela Viola  Corrêa em  2010 (primeira edição) e 2011/2012 (segunda edição) com o patrocínio exclusivo da Caixa. Como pesquisador das tradições musicais do Brasil, realizou, além de trabalhos independentes, pesquisas com  o apoio do CNPQ, do INF/Funarte e do MinC. Publicou, também, entre outros trabalhos, o livro Viola Caipira (Musimed,  1983), afinal, uma das primeiras publicações no Brasil sobre o instrumento; e o livro A Arte de Pontear Viola (Ed. do  Autor, 2000), no qual apresenta seu método para o ensino e a aprendizagem da viola; apresenta também, a sua pesquisa sobre as  tradições  do  instrumento  no  Brasil.  Além do mais, realizou  e  dirigiu  projetos  que  resultaram  na publicação  de  CDs  com  registro de documentos sonoros da cultura popular tradicional brasileira.

ROBERTO CORRÊA, PROFESSOR E PESQUISADOR

Desde 1985 Roberto Corrêa é professor e pesquisador  do CEP L Escola de Música de Brasília. Compôs  por vezes, trilhas  sonoras  originais para  a  TV  Globo  e  a  TV  Cultura  e  para  espetáculos  teatrais.  Atua frequentemente, como  colaborador da revista Globo Rural, entre 2000 e 2002, escrevendo artigos sobre o universo cultural caipira, na  coluna Raízes. Foi curador e consultor de várias projetos culturais.

ORDEM DO MÉRITO CULTURAL

Roberto  Corrêa  foi agraciado  com a Ordem  do Mérito  Cultural em  2008 – comenda  concedida  pelo governo federal  por  sua  contribuição  à  cultura.  Sobre  o  artista  e  seu  trabalho  foram  feitos  o documentário Roberto Corrêa – A Tradição da Viola, produzido  pela SESCTV e  dirigido  por Amílcar Claro, e o livro Roberto Corrêa: caipira extremoso de Sérgio Sá, #2 da Coleção Brasilienses (2006). Teve sua trajetória, sua obra e suas atuações  veiculadas em várias emissoras de TV, entre os quais os programas Ensaio e Viola Minha Viola, da TV Cultura,  e especiais da TV Câmara, da TV Senado, da SESCTV e do Canal Rural.

ROBERTO CORRÊA É VIOLEIRO, COMPOSITOR E PESQUISADOR.

FALARAM SOBRE SUA MÚSICA

SOBRE SUA MÚSICA: “Roberto Corrêa ponteia com  erudição  sua  assumida  viola  caipira  no  CD Uróboro, na  pele  de  um  Guimarães Rosa encordoado.” Tárik de Souza, Jornal do Brasil, 10/10/1995.

Roberto Corrêa não é apenas um dos maiores violeiros de todos os tempos; será, talvez, o mais  importante estudioso de violas e violeiros. Mauro Dias, O Estado de São Paulo, 13/12/1997

Roberto  Corrêa  trouxe  uma  abordagem  moderna  a  esse  instrumento  [viola” caipira],  mais  popular  na música  regional  brasileira,  com  seu  toque  veloz,  linguagem  arrojada  e  grande  sensibilidade musical.” Vera Kikuti, GuitarPlayer, junho/2001.

“A  linguagem  autoral  de  Roberto  Corrêa,  como  seu  toque,  faz  mesmo  a  síntese  da  formação  musical rigorosa com a pureza intuitiva do tocador dos pastos, serras, cerrados. De tal forma que sua dedicação às músicas regionais não o tornam músico regional. Roberto Corrêa é um erudito do naipe dos eruditos que debruçaram-se sobre os modos musicais da tradição popular.” Mauro  Dias, O Estado de São Paulo, 17/09/2002.

“E se muita gente se iniciou sem maiores dificuldades na viola, a culpa é do mineiro Roberto Corrêa,  58 anos, um dos mais respeitados do país, que esteve à frente da criação do primeiro curso de viola  do  Brasil,  em  1985,  na  Escola  de Música  de Brasília,  e  que  é  autor  do manual  “A  arte  de  pontear  viola” (de 2000, que está saindo numa edição de DVD)”,  Silvio Essinger, O Globo, 14/09/2015.

Roberto Correa executando Extremosa Rosa

Conheça seu trabalho:

3 thoughts on “ROBERTO CORREA, VIOLEIRO E PESQUISADOR

  1. Gilberto
    Sim, O Roberto é um vituose na viola caipira.
    Elevou o conceito que muitos tinham que a viola é um “instrumento menor”. Mostrou que pode ser um instrumento com um som maravilhoso e criou técnicas para ensinar aqueles que gostam do instrumento e querem tocá-lo bem.
    Obrigada pelo seu apoio.
    Nilce

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.